Arquivo do blog

Facebook - Blog

Facebook - Agência

Twitter

@ZipaoAventura 2013. Tecnologia do Blogger.

Marcadores

América do Sul (3) Argentina (2) Cachoeira (7) Camping (3) Camping Selvagem (4) Catarata (2) caverna (2) cidades (18) Dica (8) esporte de aventura (3) Feriado (7) Férias (12) festas (6) hostel (2) interior (7) MG (5) montanha (6) Paraguai (1) Paranapiacaba (3) Parque (11) PR (5) Praia (4) rafting (1) Rapel (2) rio (1) RJ (7) RMSP (9) RS (5) serra (7) SP (20) Top10 (2) Travessia (2) trilha (14) Trilha noturna (4) urbano (6) Usina (1) Viagem (10)

Seguidores

Cascading na Cachoeira da Fumaça


Amigos e Amigas Radicais...

Agora é a hora de mostrar uma trip inesquecível para muita gente e envolve tudo o que há de melhor para se curtir: natureza, água, cachoeira... chuva e muita lama!!!
Eis a galera desta trip... só faltou o guia na foto
Essa foi feita em Paranapiacaba com o nosso guia (e radical) Douglas e com a ajuda do Rafael (ele é PM há anos) e foi o nosso instrutor no Cascading feito na Cachoeira da Fumaça. E antes de continuar o relato dessa aventura, segue uma pequena definição de Cascading (pra quem não conhece):



“Essa refrescante atividade consiste nas descidas em Rapel pelo leito de cachoeiras e cascatas de extrema beleza, utilizando técnicas verticais e equipamentos de Montanhismo, a natureza nos revela fortes emoções com direito a ducha e hidromassagem natural.”

Essa trip começou com uma bela aventura logo no começo: um verdadeiro lamaçal com direito há muita risada e muuuitas escorregadas e tombos. Além de nossa acompanhante por toda trilha, a neblina, que deu um toque a mais de aventura e escondeu um pouco da paisagem e esfriou um pouco o tempo, mas não esfriou em nada o clima dessa galera e o ritmo de tudo o que aconteceu.

Depois de uma bela caminhada com direito a lama, chuva, lama, rio, neblina, lama, pedra e chuva chegamos até o nosso destino final: A cachoeira da fumaça onde seria feito o Cascading... que por sinal valeu a pena em cada segundo de descida e não teve vento, chuva, ou água gelada que deixasse o ritmo e a energia dessa galera esfriar. Uma bela e grande aventura que não pode ser esquecida e é altamente recomendada para todos os aventureiros e que não pode faltar em nenhuma bagagem de radical que se preze.


O desafio de descer uma cachoeira com todo aquele nevoeiro nem se compara ao maior desafio de todos, voltar para o topo da cachoeira. Sem brincadeira, foi mais fácil descer do que subir (literalmente)... Naquele morro que tinha na frente era sim o maior desafio de todo o percurso.


E pra ajudar mais um pouco, na volta tivemos a surpresa de ter muito mais lama, barro e chuva, o que tornou a volta com muito mais adrenalina e com toda a certeza destruidora e com fim de jogo para muitos pares de tênis e justificando a quantidade enorme de restos de tênis na beira da pista.


 E nessa aventura sem igual teve os mais diversos personagens e um que se destacou mais: o mestre dos magos (aquele de “Caverna do Dragão”) e com bons motivos... alguém que desaparece do nada e reaparece no pé da cachoeira, e quando você olha pra trás não vê sinal de fumaça, e quando se chega novamente no topo, lá está ele, vindo no começo do rio... sem dúvida nenhuma, algo bem parecido com o Mestre dos Magos!!!


Pra finalizar esse post (e não menos importante) iremos refazer essa magnífica trip e se a natureza colaborar com muito sol e calor pra poder admirar a bela vista que deve ter... abaixo uma foto pra mostrar o visual (pelo menos visto do pé da serra, lá no Raiz da Serra). Fiquem ligados!!!!

Essa é a Cachoeira da Fumaça, vista do Raiz da Serra

Um comentário:

  1. Quem é aquele camarada todo borrado ali na foto huahuahuahuahua

    ResponderExcluir