Arquivo do blog

Facebook - Blog

Facebook - Agência

Twitter

@ZipaoAventura 2013. Tecnologia do Blogger.

Marcadores

América do Sul (3) Argentina (2) Cachoeira (7) Camping (3) Camping Selvagem (4) Catarata (2) caverna (2) cidades (18) Dica (8) esporte de aventura (3) Feriado (7) Férias (12) festas (6) hostel (2) interior (7) MG (5) montanha (6) Paraguai (1) Paranapiacaba (3) Parque (11) PR (5) Praia (4) rafting (1) Rapel (2) rio (1) RJ (7) RMSP (9) RS (5) serra (7) SP (20) Top10 (2) Travessia (2) trilha (14) Trilha noturna (4) urbano (6) Usina (1) Viagem (10)

Seguidores

Pico do Lopo - Parte 1


Buenos e Buenas.... sejam esses em pleno dia, tarde ou noite....


Depois um certo tempo de jejum na escrita estou de volta para contar um pouco da trip que me fez renascer em 2x sem juros, fazendo desta a que mais mexeu comigo e me fez evoluir como se fosse um pocket monster, vulgo pokemon...

Não gosto de pular outras postagens no blog, mas essa vai com todo o carinho e desabafo para mostrar um pouco do sufoco que eu passei e o porque foi tão renovador todo esse perrengue que passei... E como dizem os populares, vamos começar pelo começo... hehe


Nossa trip com destino a cidade de Extrema (MG) teve um bom começo e lá fomos nós no velho esquema de carona para poder sair todos com a boa economia (sempre bem vinda) e tinha-mos como intensão chegar e montar acampamento antes do por do sol, mas não chegamos a tempo disso (para minha tristeza L) e já que estávamos por lá fomos aproveitar a festa junina da cidade.

E como toda a boa cidade pequena, tudo acontece na praça da igreja, e lá fomos nós.... e aproveitamos um pouco e quando entramos na igreja estava tendo um casamento. Aiai.... Tava muuito bonito tudo e tals, e depois do casório fomos aproveitar um pouco da festa: doces, bebidas, comidas, músicas... Até mesmo valeu falar com o padre e pedir para rezar por nós... e foi isso que me salvou realmente.

Não estou exagerando nada, pois simplesmente, estava no carro com o Henrique e enquanto subíamos a serra rumo ao estacionamento próximo ao acampamento, logo no começo da subida (cerca de 1,5Km) ele fez o simples ato de piscar o farol, o que foi o suficiente para acontecer um acidente. O carro caiu na canaleta de água e bateu na caixa de águas pluviais, esta que salvou nossas vidas de rolar ribanceira a baixo e dizer bye-bye Zipão. Conseguiu ainda dar a ré para sairmos do lado do poço para o outro lado da estrada onde entramos em outra valeta e dali não saímos porque a batida simplesmente acabou com o radiador e com a caixa de direção do carro. Felizmente, ambos estavam com o cinto de segurança, o que nos salvou de poder dar de cara com o para-brisa e de um destino bem pior que podia estar guardado para nós. O Henrique me perguntou diversas mil vezes se eu estava bem, mas a única coisa que me aconteceu foram meus óculos sair voando pra fora do carro, o que me surpreendeu dele ter ficado inteiro e de ninguém ter passado por cima dele. Essa foi minha primeira experiência num acidente de carro, não recomendo pra ninguém. Eu renasci a primeira vez nessa trip após isso.

Socorridos por um companheiro, enfim começamos a nossa trip noturna rumo ao acampamento. Simplesmente fantástica as sensações de atravessar um trecho de mata Atlântica apenas com a luz das lanternas. Todo o meio muda, inclusive nossos medos, limites e sentidos. Vale a pena fazer uma maluquice dessas de vez em quando.
Ao chegar no acampamento montamos acampamento e fomos fazer nossa refeição. Tudo bem que já era meia-noite quando começamos a fazer a janta, então deu pra perceber que não fomos dormir tão cedo assim... hehe...

Barriga cheia com o macarrão do Jeff Walker (estava bom heim) fomos aproveitar a boa vista da pedra das Flores e ter um panorama das estrelas que não são iguais as de SP, pois simplesmente fica até difícil localizar algumas constelações em meio a tantas outras estrelas. Um espetáculo que infelizmente minha máquina não consegue captar (ou sou eu que não sei como fazer isso ainda) que vou deixando como um lindo sonho que quero realizar logo *-----* e como não podia faltar teve o espetáculo a parte que era ver a silhueta do Pico do Lopo num fundo escuro com as luzes das cidades no sopé da serra, formando assim fotos fantásticas (essas eu consegui \o/).

Foto por Célio Vong
Depois de todo o devaneio de ver aquele céu com aquelas estrelas, hora de voltar pro acampamento e ir dormir... ou pelo menos tentar um pouco... Tudo bem que teve alguns roncos no meio do caminho (não é mesmo Cynara) e com muuitos gritos de outras pessoas mandando a gente calar a boca, pois afinal, já eram quase 4h da manhã quando fomos sussegar... ahsuahsuahu

Essa foi a primeira parte dessa trip que mudou minha vida, mas já vou colocar logo em seguida o que aconteceu no domingo, pois nem tudo cabe em apenas um post!!!

Até logo, pois o futuro é logo ali!!!! o//